sábado, 1 de abril de 2006

Continuando...

O quebra-cabeça que sou eu parece que só se resolve uma peça por vez e às vezes parece que eu estou andando para trás, mas isso não é importante, pelo menos não aqui e não agora. Agora o que importa são os meus poemas, ou pelo menos um deles que eu tô postando aqui, lá vai:

Nada e Tudo (2005)

Tudo é importante e nada importa.
Nada é o que parece, mas sim outra coisa.
O que parece também é uma segunda coisa.
O que é e o que parece só tem uma relação aparente.
Cada coisa tem seu lugar, mas seu lugar não é sempre o mesmo lugar.
Tudo não pode ser nada, mas nada pode ser tudo.
Eu sou aquilo que não é quando o tudo é maior que o nada.

2 comentários:

Ludmila disse...

Oie
Lindu seu blog..
Divulga ele. viu?!
Bjaum!!!

[amd] disse...

isso daria um belo samba...

muito bom! sério mesmo